Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Em Curaçao é produzida uma bebida que se tornou famosa em praticamente todo o mundo, o Licor Curaçao, com o seu inconfundível sabor de ambersweet orangeslaranja, que além da versão incolor, é comercializado também nas cores azul - o famoso "Curaçao Blue" - verde, amarelo e laranja, todos muito usados na preparação dos mais diversos cocktails. O Curaçao Triple Sec é incolor e um pouco mais seco.

A história deste licor está profundamente ligada à ocupação da ilha por parte dos espanhóis no ano de 1499. Após a ocupação da ilha foram feitas várias tentativas de plantio, principalmente a substituição das laranjeiras por outras trazidas de Espanha, da região de Valência, que produziam uma qualidade de laranjas muito doces e portanto, ao tempo, muito apreciadas. Mas, as condições de solo inculto e árido de Curaçao, produziu uma laranja tão ácida que ninguém conseguia comer.

Ainda hoje, pese embora a realização de vários estudos, não se sabe quem descobriu que a casca desta laranja tão azeda, deixada a secar ao sol, se tornaria o suporte de produção de um óleo perfumado tão agradável, também não se sabe de quem surgiu a ideia de fabricar um licor a partir do óleo. Contudo, a partir do séc. XIX, a família Senior, abriu um negócio para fabricar o Licor Curaçao, feito a partir das cascas das laranjas ácidas de Curaçao.

O sucesso foi muito grande e esta empresa começou a ter problemas com falsificações que usavam na bebida o nome Curaçao. Para assegurar direitos, a palavra Curaçao só pode ser exibida no rótulo, se o licor for produzido com o óleo da «laranja dourada de Curaçao».

A destilaria Senior & Cª., ocupa uma casa na fazenda Chobolobo Landhuis, no bairro de Salinas, podendo ser visitada pelo público.

Fonte: BardotNet